Nota de pesar pelo falecimento de Luiz Cl√°udio Pereira
O Comitê Brasileiro de Clubes Paralímpicos (CBCP) manifesta o mais profundo pesar pelo falecimento de Luiz Cláudio Alves Pereira, 60 anos, um dos maiores nomes do esporte paraolímpico brasileiro.
Militante do movimento das pessoas com defici√™ncia, atleta, pai, av√≥, homem √≠ntegro e vitorioso, Luiz Cl√°udio morreu na manh√£ de hoje, 8/3, na cidade de Medell√≠n, na Col√īmbia. Neste pa√≠s, ele foi chefiar a miss√£o da Sele√ß√£o Brasileira de r√ļgbi em cadeira de rodas para o Campeonato das Am√©ricas.
Luiz Cláudio se destacou no movimento paraolímpico quando o Brasil ainda não tinha estrutura no esporte de alto rendimento para pessoas com deficiência. Ao longo da sua vitoriosa carreira, ele subiu ao lugar mais alto do pódio paraolímpico seis vezes, além de ter também mais três medalhas de prata.
Ele se consagrou tricampeão do arremesso de peso nos Jogos de Stoke Mandeville-1984, Seul-1988 e Barcelona-1992. Nos lançamentos de dardo e de disco, o brasileiro foi bicampeão em 1984 e 1988. Até os dias de hoje, Luiz Cláudio ainda se mantém como o quinto maior medalhista paraolímpico do Brasil.
Luiz Cl√°udio Alves Pereira, quando encerrou sua carreira no atletismo, continuou a contribuir para o desenvolvimento do paradesporto no Brasil. Foi presidente da Associa√ß√£o Brasileira de Desporto em Cadeira de Rodas (Abradecar), vice-presidente do Comite Paralimpico Brasileiro (CPB) e presidente da Associa√ß√£o Brasileira de Rugby em Cadeira de Rodas (ABRC), at√© o √ļltimo dia 3 de mar√ßo. Foi ainda membro do Conselho Nacional da Pessoa com Defici√™ncia (CONADE).
O esporte paralimpico perde um de seus ícones. O Brasil perde um militante ativo pelo resgate da cidadania da pessoa com deficiência.
Nossa solidariedade e sinceras condolências à família e aos amigos. Que Deus dê o conforto necessário neste momento de perda e dor.

Comitê Brasileiro de Clubes Paralímpicos